terça-feira, 30 de agosto de 2011

Homogeneidade do Amor...

Foto: Google Imagem


Não há como negar a sua existência em mim, cada gesto, palavra ou pensamento, está demasiadamente impregnado de você, coexistimos em corpos diferentes, mas encontramo-nos a cada olhar direcionado ao outro, sou um pouco de ti, assim como considero ser um pouco de você, almas gêmeas, idênticas, cada uma sem seu corpo, com sua realidade e modo de agir, porém ao nos encontrarmos a fusão é instantânea, impossível saber quem sou eu, ao mesmo tempo quem é você, a única certeza é a seguinte, de hoje para o infinito, seremos indissociáveis, sempre existiras em mim, assim como eu em você!


By: Rivaldo Yagi

2 comentários:

Um brasileiro disse...

ola. tudo blz? estive por aqui dando uma olhada. muito legal. apareça por la. abraços.

A Mente dos Inválidos disse...

Maravilhosa a forma com que tu se faz da(S) palavra(S)! queria conhece-lo melhor: esse é o meu msn: jodaliteratura@hotmail.com, abraço