sábado, 18 de outubro de 2008

Momento Poético...


Tempo


Agora, a hora é agora
Sem saber saio...“Dou o fora”
O que vou fazer agora
Sem relógio não vejo as horas
Sem o tempo não vivo
Se não vivo...
De que me serve o tempo
O tempo é relativo
As vezes abstrato
Muitas vezes espero por ele
Em outras ele espera por mim
Tempo!!!
Agora eu entendo
Faz-me nascer, aos poucos crescer
Mas no decorrer dos meus dias
Tenho o dever de envelhecer
Ajudando o tempo a correr
Paro...Olho...
E penso, Por que?
Pensamos que o tempo nos envelhece
Mas na verdade somos nós
Que o fazemos correr...

Um comentário:

teresapraia disse...

Ahammm...como assim?
Meu professor faz poesia é?

Poxa...tô surpresa, tá muito bem construida viu?